História de Murian

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História de Murian

Mensagem  Angel Blessing em Sab Maio 21, 2011 6:07 pm

“Conta” a lenda que Ludmila filha de Horton rei de Raracon do mundo de Delta apaixonou-se por Kérion o primeiro comandante do exercito de Raracon cujo há amava tanto quanto sua própria vida. Nessa época ouviam-se rumores de um grande dragão que aparecia e desaparecia subitamente nos céus de Raracon. Então o rei ordenou que Kérion investigasse em segredo há veracidade dos fatos. Depois de vários dias acampando na colina Kérion avistou há fera no vale das sombras, montou em seu cavalo e partiu de encontro a ela... Pouco ante de chegar ao vale Kérion desceu do cavalo e de espada na mão entrou silenciosamente para que não fosse notado, escondendo-se por entre as árvores.
Encontrando a fera na clareira Kérion notou que ela não estava sozinha existia alguém mais ali
Cuja fisionomia não podia ver, pois estava coberto por um capuz, mas aquela voz... Sim aquela voz era de Ludmila.
De repente o grande dragão se transformou em um mago que Kérion nunca havia visto em seu reino, mas que Ludmila pareceu completamente à-vontade com ele como se ela o conhece. Naquele instante o ódio invadiu sua alma e via-se claramente em seus semblantes o ciúme por vela sorridente para outro que não fosse ele. Sua vontade era de matá-lo e não controlando tal raiva saiu devagar e caminhou na direção dos dois. As únicas palavras ditas ali foram por Ludmila: - Espere Kérion você não esta compreendendo, não é o que pensa. Antes que ela disse outra palavra ele golpeou o mago com sua espada e por um breve segundo o silencio tomou conta de todo o vale e olhando dentro de seus olhos o mago sorriu e desapareceu, Gritava ele – Maldito eis que arrancarei seu coração e colocarei de enfeite sobre minha mesa.
Pegando Ludmila pelo braço arrastou-a até onde deixou seu cavalo. Na volta ao castelo
Ludmila ao longo do caminho apenas chorava, pois Kérion se fechou em um silêncio profundo e ela mais que ninguém sabia o que aquilo significaria e sem sombras de duvidas foi exatamente o que ela preveu.
E Kérion pesquisou entre os livros dos antigos e nos papiros dos fundadores tentando buscar a origem do senhor dos mundos paralelos (Lord of the Worlds parallel), pois esta era a forma com que Ludmila chamava o mago na clareira. E passou a se interessar pelo que lia e o semblante de ódio dava lugar ao da cobiça, pois os antigos diziam que aquele que matasse o lord herdaria seus poderes, foi oque acreditou Kérion e Mandando chamar quatro de seus mais fieis guerreiros: Dioor o bárbaro, Malady a guerreira, Séulvo o caçador e Prisma arqueira para irem a busca da espada do oitavo pensamento e o escudo das sombras, com o escudo ele poderia entrar no portal que o lord atravessou e sumiu naquele dia no vale e com a espada tirar a vida e o poder do Lord, Bem era oque acreditava Kérion.
Para tal feito eles deveriam encontrar a bruxa Blair para que ela abrisse um portal que os levassem ao abismo dos portais, pois somente no fundo do abismo eles encontrariam o escudo e a espada.
Blair só poderia fazê-lo uma única vez, pois isso iria consumir toda sua força afinal seriam 4 pessoas a passar ,mais isso não os preocupava, pois assim que pegassem o escudo abririam o portal e passariam de volta pelo vácuo, Blair tinha permissão pois lord dera permissão a todos os bruxos para que transitassem no arco dos bruxos, mas ao invés disso Blair abriu o portal que dava acesso ao fundo do abismo onde Lord escondera o escudo e a espada e isso em troca de uma gota de sangue de unicórnio animais quase extintos naquele mundo. Entraram no abismo, mas foram advertidos antecipadamente pela a bruxa de que nas sombras do fundo do abismo residia um demônio que poderia desvirtuar suas almas.
Eis que tudo era nevoa e o silêncio corroia a alma.
De frente a caverna que deveriam entrar por um instante todos temeram por suas vidas, Kérion ordenou que Malady e Séulvo ficassem na entrada e que Dioor e Prisma entrassem com ele por mais estranho que parecesse encontraram há espada e o escudo e saíram da caverna sem que nada acontecesse e riam entra si dizendo que aquele lugar não tinha nada de aterrador tanto que em vez de abrir o vácuo do portal por onde entrara Kérion resolveu descansar ali pois a jornada até a bruxa fora longa, que erro cometerá Kérion.
Deitado ao clarão da fogueira já dormiam quando Malady foi despertada por um som e sentando viu que Kérion a chamava com voz suave diria até que apaixonado... Malady mais que depressa levantando foi em sua direção, pois ela escondia um profundo amor por Kérion, Achando que Kérion é quem a beijava, retribui.
Visto que Malady não estava deitada, Prisma levantou-se e andou em direção a luz em tom avermelhado que brilhava dentro da caverna, lá viu um demônio abraçado a Malady e quando gritou seu nome Malady despertou do transe conseguindo ver a verdadeira forma do demônio, mas já era tarde o demônio sumiu nas sombras com Malady, surgindo Malady instantes depois como um demônio, agora Malady pertence ao abismo.
Desesperada Prisma sai da caverna encontrando o demais acordados, pois haviam ouvido seu grito. Logo atrás dela vinha Malady sedenta de sangue agarrando Seulvo pela garganta atirando-o sobre Prisma. Lutam desesperadamente contra ela, mas nada que fizessem parecia surgir efeito, nem mesmo a espada parecia feri – lá.
Eis que Seulvo já muito ferido se oferece a segurar Malady para que eles fugissem sendo assim Kérion abre o vácuo e passa pelo portal com Dioor e Prisma deixando Malady e Seulvo para trás, há ultima visão deles foi Seulvo sendo morto por Malady, mas por ter sido um homem honrado de bom coração sua alma não ficou aprisionada nas sombras do abismo Seulvo se tornou um dos seres de luz que habitam o mundo Angel.
Atravessando pelo vácuo e no retorno ao reino eis que Kérion encontra oque ele mais queria o dragão na mesma clareira com Ludmila numa espécie de ritual. Não dando importância ao que estava acontecendo Kérion movido pelo ódio, ciúmes e ganância interrompe o ritual travando uma batalha com Lian, sim pois este era o nome do mago que por um subto descuido é ferido mortalmente por Kérion como havia prometido abriu com a espada o peito do dragão e arrancou seu coração. Empenhando o coração a cima de sua cabeça urrava como um animal certo de que não só vingara se como também havia se tornado o senhor dos mundos paralelos. Ludmila via tudo, mas nada podia fazer, pois Dioor há segurava. Ajoelhando-se ela chora e antes que Kérion urrasse outra vez de alegria com seu terrível feito eis que o abismo dos portais abriu se a sua frente e o corpo do grande dragão se transformou em homem e em luz junto com o coração que segurava, e esta luz seguiu em direção há Ludmila e entrou em seu corpo ,era o poder de Lian que minutos antes com o ritual Ludmila herdara tornando-a o novo senhor dos mundos.
E levantando grita Ludmila caminhando em direção há Kérion:- Eis me aqui tome aquilo que tua cobiça deseja, mate-me e seja o novo senhor dos mundos, pois a mim nada mais resta não desejo viver com a culpa da morte de Lian e nem com a certeza de que se transformou em um monstro frio e ganancioso.
Kérion estendeu a espada na direção de Ludmila e com um frio olhar encarou-a e naquele instante lembrou-se de tudo que significava Ludmila para ele e caindo na real situação olhou para a espada e viu sua mão tremer, pois jamais teria coragem de matá-la e soltando a espada ajoelhou-se de cabeça baixa diante ela e o abismo e ouviu o som da voz de Ludmila agonizando e quando olhou para ela novamente, viu a espada do oitavo pensamento atravessando seu coração , foi Diorr quem cravou e retirou a espada nas costas de Ludmila que cai nos braços de kérion já morta e aconteceu a ela o mesmo que a Lian e crente Dioor de que ele era agora o novo senhor dos mundos vê a luz pairar sobre Kérion e entrar em seu corpo pois quando Ludmila disse:-E seja o novo senhor dos mundos no mesmo lugar onde o ritual foi feito, fez dele herdeiro do poder, e o artefato não pode ser roubado se existe um herdeiro e o mesmo tornasse parte do coração do dele.
Antes que o corpo de Kérion absorve se toda a luz Dioor parte para desferir um golpe mortal em Kérion, mas Prisma o ataca fazendo com que Dioor e ela caíssem no abismo que se fechou na frente de Kérion.
Nem que eu quisesse conseguiria descrever oque Kérion sentia naquele instante, creio eu desejo de morte. O poder do senhor dos mundos filtra o bem e o mau de seu herdeiro tornando-o aquilo que seu coração é mais no coração de Kérion o mal e o bem estavam na mesma proporção o que o tornou metade Elfo e metade demônio.
Kérion não queria mais o poder, não queria mais nada e a única coisa que veio em sua mente era fugir para longe de qualquer coisa que lembrasse daquele dia... Levou o escudo e a espada para as profundezas do abismo onde encontrou Malady que ajoelhou ao velo, pois agora ela lhe servia. Oque houve com Prisma nem Murian sabe... Sim Murian (Praga) este é o nome que Kérion se deu para apagar qualquer lembrança de seu passado. Apesar de Malady servir a Murian ela o culpa pelo que se tornará e salvou Dioor do abismo escondendo - o e lhe dando poder, tornando-o um demônio que não serviria há Murian no abismo... O resto acho que você é capaz de imaginar.
Quanto há Murian este se isolou no mundo de Word of Angel em busca de paz que não durou muito tempo, mas está já não é mais uma historia sobre Murian e sim a minha historia de como cheguei aqui.

Angel Blessing
FILHO DOS MUNDOS
FILHO DOS MUNDOS

Idade: 19
Tarefas: 9
pontos: 35
Reputação: 0
Data de inscrição: 17/05/2011

Ficha do personagem
Mundo de origem: Word of Angels
Sua espécie é: ser de luz
Habilidades : as de um arqueiro

Ver perfil do usuário http://worldsparallel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum